Skip to main content

Reeducação alimentar para emagrecer

A reeducação alimentar é um processo de aprendizagem e de mudança comportamental proposto por nutricionistas que ajudam você a incorporar hábitos alimentares saudáveis.

Podemos dizer que é um processo gradual, e que proporciona também o emagrecimento de sucesso, pois tudo o que fazia mal, é retirado da alimentação.

Não que você jamais poderá comer novamente aquele bolo com cobertura de chantilly, um chocolate, ou até uma picanha. Mas você tomará consciência de que você é aquilo o que come.

A reeducação alimentar não impõem restrições absurdas na sua alimentação e também não é puramente proibitiva. Seus hábitos são respeitados e suas preferências também, assim como são levados em consideração a cultura que está inserida e as características socioeconômicas.

A dieta para funcionar precisar estar o mais próximo possível da sua realidade, desta forma, o processo de mudança será bem mais fácil.

O que a reeducação alimentar proporciona?

A reeducação alimentar promove muitas mudanças positivas na vida de qualquer pessoa. Vamos listar algumas dessas mudanças:

  • Maior percepção do seu corpo
  • Uma melhoria absoluta da sua autoimagem
  • A descoberta de que tudo o que é saudável não é absolutamente ruim
  • Valorização da qualidade de vida
  • Muito mais facilidade para realizar as tarefas do dia-a-dia
  • A sensação de saciedade ao alimentar-se
  • A eliminação do ato compulsivo de comer
  • Um olhar para a vida dando maior importância a coisas que antes nem prestava atenção
  • O desaparecimento da ansiedade, dos distúrbios do sono e diminuição do estresse
  • E, principalmente o mais importante, mais disposição e alegria de viver.

Bem, acreditamos que as vantagens são excelentes. O lado que pode não ser tão positivo, é a coragem de dar o primeiro passo que muitos não têm.

Começando por pequenas coisas

Alimentar-se a cada 3 horas é uma regra. Ficar sem comer por longo período de horas não é saudável e nem ajuda a emagrecer. A falta de alimentação por um período superior a 3 horas retarda o funcionamento do metabolismo, tornando-o lento.

O ideal é comer pouco e várias vezes ao longo do dia para que haja uma aceleração do metabolismo e assim, tornar o processo de emagrecimento numa realidade.

Quando a pessoa come em horários irregulares ou deixa de comer em nome do emagrecimento, na verdade, ela estará sabotando seu organismo.

Como o organismo entende a falta de comida

Quando o corpo fica sem alimento por muito tempo, ele aprende a economizar calorias.  O organismo passa a acumular energia para os momentos de fome.



O corpo entendendo a falta de alimentação em períodos prolongados de jejum, ele guarda gordura extra para possíveis situações de escassez. Nosso corpo tem memória própria e sabe que desde que o mundo é mundo, o homem precisou enfrentar as adversidades do clima, temperatura e, posteriormente, aos períodos de guerra. O corpo é sábio. A natureza imprime nossas memórias de todos os tempos em todos os setores de nossas vidas.

Boa alimentação melhora o humor

Tudo aquilo que ingerimos interfere na função cerebral, portanto, nosso humor também sofre mudanças quando alteramos nossa alimentação.

Quem adota a alimentação fracionada se sente bem durante todo o dia.  Existe uma melhora em tudo:

  • Humor
  • Pensamento
  • Pele
  • Memória
  • Envelhecimento celular é retardado

Ao contrário daqueles que jejuam, o organismo sofre, causando:

  • Dificuldade de concentração
  • Aprendizagem
  • Mau humor
  • Limita o fornecimento de glicose para o cérebro
  • Diminui a liberação de serotonina (neurotransmissor essencial na regulação do humor).

Reeducação alimentar os segredos de uma boa alimentação

Os segredos de uma boa alimentação

Sabe onde você encontra os segredos de uma boa alimentação? Nas cores do seu prato! Um prato bem colorido é sinal de uma alimentação rica em nutrientes e fitoquímicos (substâncias bioativas, que são capazes de ajudar na prevenção de doenças).

O indicado é o consumo de três a cinco frutas ao longo do dia, além de verduras e legumes no almoço e jantar.

Se você conseguir colocar ao menos 4 cores de alimentos no seu prato, já está de bom tamanho para o resultado de uma alimentação saudável.

Bem, a intenção aqui não foi elaborar um cardápio, pois estes devem ser adequados a rotina de cada um. Portanto, é importante que se busque orientações com um nutricionista (se tudo estiver bem com seu organismo e não ser portador de nenhuma patologia) ou de um nutrólogo (que consciente de alguma doença ou patologia instalada, será responsável não por um cardápio personalizado, mas sim, um cardápio exclusivo).





Marina Alves

Marina Alves

Blogueira Assídua! Ama está em forma e ajudar pessoas a se manterem em forma e a ficar feliz com o seu próprio corpo! Utilizo o Método Magra para Sempre para manter o Corpo Saudável