Skip to main content
Faça prática esportiva com o filho

Prática esportiva pode ser uma tradição passada de pai para filho

“Faço o que eu digo, mas não faça o que eu faço”. Esse é um ditado popular bastante conhecido e contesta a prática de indicar uma ação, mas praticar algo totalmente diferente. E esse contexto se encaixa perfeitamente com os pais que acreditam que os filhos devem realizar prática esportiva desde a infância, mas não levam essa certeza para as suas vidas.

Apesar das rotinas estressantes, a jornada de trabalho cansativa, o tempo perdido no trânsito e a exaustão mental, os adultos precisam entendem a importância de se apresentar como verdadeiros exemplos para os mais jovens, até mesmo a respeito da adoção do esporte no seu estilo de vida.

Não é novidade para ninguém que efetuar qualquer modalidade esportiva por cerca de 30 minutos de 3 a 5 vezes por semana pode gerar inúmeros benefícios para a sua saúde física e mental, além de diminuir consideravelmente o risco de doenças cardíacas, pressão alta, diabetes e o sedentarismo.

Portanto, uma sugestão muito bacana para que o seu filho passe menos tempo diante do computador ou do videogame é fazer com que os exercícios se transformem em uma espécie de tradição familiar.

Dicas para fazer da prática esportiva um programa de pai e filho

1 – Encontre uma modalidade que agrade a todos

O que o seu filho mais gosta de fazer ao ar livre? Futebol, basquete, corrida, natação, vôlei ou qualquer outra modalidade? Por isso, encontre uma atividade que desperte o interesse de todos os envolvidos, uma vez que toda a família pode aproveitar esse momento para interagir.

2 – Marque um horário e dia específico para esse programa

Não fique adiando esse momento com o seu filho. A partir da definição da modalidade, você deve encontrar um espaço na sua agenda e também na da criança ou adolescente para dar início ao passatempo.

3 – Ache um local próximo da sua casa

O objetivo é fazer com que esse período seja de diversão, movimentação, interação e tranqüilidade para todos. Por isso, é essencial encontrar um espaço apropriado para o exercício que fique próximo da sua casa.

Afinal, ninguém vai se sentir animado para retornar aquele lugar se precisa gastar horas e horas dentro de um carro ou ônibus. Tente praticar em um parque, quadra, clube ou academia que não cause nenhum estresse para o seu deslocamento.

4 – Faça com o que o momento seja divertido

Mesmo que se trate de uma hora para praticar atividade física não fique cobrando resultado ou precisão excessiva do seu filho ou de si mesmo nestes momentos.

O intuito de tudo é estreitar os laços afetivos e também proporcionar um alivio na rotina desgastante. Então, faça com que cada segundo seja produtivo, interessante e agradável ao lado dos seus entes queridos.

5 – Compromisso semanal

Não deixe que essa tradição seja restrita a um único dia ou somente encontros esporádicos. Se esforce para que esse compromisso possa acontecer, ao menos, uma vez por semana.

6 – Brincadeiras ao ar livre

Caso você ainda conte com uma criança na sua casa, a ideia de esportes pode ser interessante, mas não elimina totalmente a possibilidade de trocar por algumas brincadeiras físicas e, sobretudo, ao ar livre.

De acordo com uma matéria publicada no portal de notícias, G1, no espaço Eu Atleta, relata que crianças que se divertem com “pega-pega”, “esconde-esconde”, “Alerta”, Cabo de Guerra e tantas outras brincadeiras que exigem um esforço físico por apenas 10 minutos por dia contam com muito menos chance de desenvolver enfermidades sérias na fase adulta.

Portanto, você pode muito bem trocar aquela partidinha de futebol com o pequeno por uma brincadeira da preferência dele esporadicamente. Desde que haja movimentação, lazer e interação entre os familiares tudo vale a pena.

7 – Laços afetivos

Além do condicionamento físico e da melhora na sua qualidade de vida, esse momento esportivo ao lado da criança ou do adolescente também pode promover o aumento da afinidade entre pais e filhos.

Em um ambiente muito mais descontraído, o seu filho pode se sentir a vontade para relatar alguns acontecimentos de seu cotidiano, pedir conselhos, relatar dificuldades na escola e até mesmo expor a sua personalidade.

De fato, esta é uma tradição que pode influenciar positivamente tanto os pais quantos os filhos.





Marina Alves

Marina Alves

Blogueira Assídua! Ama está em forma e ajudar pessoas a se manterem em forma e a ficar feliz com o seu próprio corpo! Utilizo o método do Emagrecer de Vez para manter o corpo saudável